19 de jan de 2008

E olha o apagão de novo

Pena que não dá para olhar. Fica tudo escuro. Parece que o governo não sabia que o consumo de energia ia crescer junto com o crescimento da economia. Também não imaginou que, com o calor, os reservatórios de água baixariam. Foram pegos de surpresa com o aumento do uso de ventiladores e ar condicionados – afinal, quem precisa deles para espantar 40º? Estas informações não circulam na hora do cafezinho, lá no Congresso e, por isso, não puderam tomar nenhuma medida. Faltou dizer –Se não tem ventilador, que usem leques! As boas notícias: com o apagão estaremos livres do BBB (acho que é Big B... ), no seu retorno triunfal com as baixarias, bebedeiras e os “comentários” dos que assistem o programa. A “deretoria” insiste que é cultura: novamente um negro (politicamente correto); um gay a proclamar que “sua família é civilizada”. Não entendi bem a associação, alguém me explica? Outros discursos altamente instrutivos rolaram na piscina: o futuro de cada um, após o término do programa e como manter os 15 minutos de fama. Que venha o apagão!