29 de fev de 2008

Deus lhe pague

Não sei porque, mas nosso presidente, insiste em misturar Estado e Religião. A bem da verdade, diga-se de passagem, não só ele. Mas o fato de alguém falar bobagem não é justificativa para todos continuarem repetindo o besteirol. Agora, foi a vez de agradecer a Deus, pela mãozinha dada para que o país deixasse de ser devedor e passasse a ser credor. A nocia é boa. Mas para que misturar deus, de novo, na história? Quer dizer que antes estávamos nas mãos do diabo? E quanto às minhas dívidas? Mando os cobradores falarem com o padre? Pensando bem, o Brasil pode não ter dívidas. Mas o povo, coitado. Acho que nem o padre. Vai ter que ser direto com o Papa, valha-me deus.