6 de fev de 2008

Gluti, gluti, água para quem tem sede!

Outra idéia brilhante de nossos ministeriáveis. Mangabeira (secretário de assuntos estratégicos) acabou de resolver o problema da sede no Nordeste: vai transportar a água “inútil” da Amazônia por um aqueduto até a casa dos nordestinos. Dois pequenos problemas, senhor secretário: primeiro, poderia me explicar de onde tirou que a água do Amazonas é “inútil”? E alguém pensou no impacto ambiental? Ora, planeta Terra, quem precisa dele? O Ministério do Meio Ambiente não foi sequer ouvido. Em segundo lugar, saiba o doutor especialista em soluções estratégicas mirabolantes que existem, só em Manaus, 700 MIL pessoas sem água encanada! Não seria mais simples resolver, antes, o problema delas? Ah, sei, isto é mais barato do que construir aqueduto e quem se interessa em obras baratas? Afinal, obras faraônicas rendem mais votos, mais caixa, mais notícia. Talvez, se construirmos umas pirâmides no nordeste, resolveremos o problema da falta de postos de trabalho na região. E teremos, de brinde, incremento no turismo!